Laboratório é credenciado para realizar testes em equipamentos de cartão de crédito

Gustavo Sinzato

Gustavo Sinzato

O Laboratório de Comutação e Terminais (LCT) do CPQD foi credenciado pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) para a realização de testes em equipamentos voltados para o protocolo PIN Pad (Personal Identification Number Pad). Especificada no ano passado, a certificação da Abecs nessa área tem como objetivo garantir a conformidade, a interoperabilidade e a segurança do protocolo da Biblioteca Compartilhada de PIN Pad, utilizado nos dispositivos de captura de senhas e dados de cartões – pequenos teclados nos quais o consumidor insere o cartão e digita sua senha – que funcionam conectados a um computador, ou a outro dispositivo, onde estão instalados os aplicativos das empresas adquirentes.

“O protocolo da Biblioteca Compartilhada de PIN Pad permite a transmissão das informações capturadas pelo dispositivo (senha e dados do cartão) para a aplicação que está no computador, de forma organizada e segura (por meio de criptografia)”, explica Gustavo Sinzato, engenheiro do CPQD. “E essa nova certificação deverá garantir que qualquer terminal PIN Pad funcione conforme o padrão e seja compatível com todos os aplicativos de empresas adquirentes existentes no mercado”, acrescenta.

Desde 2009, o CPQD atua como um dos três únicos laboratórios credenciados pela Abecs no País para a realização de testes de segurança física (violação) de dispositivos POS (Point of Sale) e PIN Pad. Com base nos laudos emitidos nesses testes, a Abecs concede a certificação de segurança aos fabricantes desses equipamentos, que podem ser, então, utilizados pelas empresas adquirentes em estabelecimentos comerciais ou em dispositivos móveis.

Para obter o credenciamento visando à realização dos novos testes de protocolo PIN Pad, o CPQD passou por um processo seletivo, que incluiu a visita do comitê da Abecs às suas instalações, em Campinas – em particular, à Diretoria de Laboratórios e Infraestrutura de Redes, que é responsável pelo Laboratório de Comutação e Terminais.