Realizados testes inéditos em soluções IP da Aeronáutica do Brasil

Nádia Nassif

Nádia Nassif

O CPQD realizou recentemente, para a Aeronáutica do Brasil, testes sistêmicos para a validação de novas soluções de comunicação baseadas em tecnologias IP – soluções pioneiras e consideradas uma tendência mundial. Hoje, o setor de controle de tráfego aéreo emprega redes determinísticas. O trabalho realizado pela equipe do CPQD visa apoiar as atividades da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) em um projeto destinado a colocar em operação no Brasil uma moderna rede de telecomunicações aeronáuticas (Aeronautical Telecommunication Network – ATN).

Foram realizados testes nos elementos de comunicação integrados em IP: central de áudio, estação VHF, equipamento multifuncional integrado (MFI), radares e sistema de tratamento e visualização de dados radar (STVD).

Segundo Nádia Nassif, da Diretoria de Redes Convergentes do CPQD, foram testadas funcionalidades de envio de voz (radiofrequência e telefonia) e dados (radar e plano de voo). “Consideramos nesses testes padrões internacionais estabelecidos pelo EUROCAE para comunicação VoIP ATM, que definem requisitos de disponibilidade e qualidade de serviço extremamente rígidos, dada a criticidade dos serviços aeronáuticos”, comenta a especialista.

Os testes foram realizados simultaneamente no Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), em Curitiba, no Paraná, e nos Departamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA) de Florianópolis e Morro da Igreja, em Santa Catarina.

O CPQD, em parceria com a CISCEA, inaugurou em 2014, nas instalações do Centro, em Campinas, São Paulo, uma infraestrutura laboratorial para a realização de testes de qualificação dos elementos integrados em IP e de simulações de redes de telecomunicações – o Laboratório de Qualificação de Sistemas para o Controle do Espaço Aéreo (LQCEA).