CPQD é o segundo nó validador da rede mundial Sovrin no Brasil

CPQD é o segundo nó validador da rede mundial Sovrin no Brasil

O CPQD acaba de se tornar o novo nó validador da rede mundial Sovrin – uma rede blockchain permissionada voltada para aplicações de identidade digital autossoberana. O anúncio global foi feito na segunda-feira, 24/06, pela Sovrin Foundation, organização internacional sem fins lucrativos que administra a rede Sovrin.

“Como Steward dessa rede, temos a função de manter um nó dela operando no Brasil, para participar da validação das transações executadas”, afirma Fernando Marino, líder técnico em Blockchain do CPQD. Ele explica que a validação da transação só ocorre com o consenso de todos os nós (Stewards) da rede – o que exige que, para assumir esse papel, a instituição seja confiável e tenha boa reputação como corporação.

Marino observa que um dos grandes desafios da internet, atualmente, está na questão da certificação da identidade digital de pessoas. “A arquitetura original da internet não contemplou processos seguros de identificação de pessoas. A identidade digital autossoberana, ou descentralizada, baseada em blockchain, é a grande disruptura tecnológica e de negócio para resolver esse desafio”, conclui Fernando Marino.

O CPQD é o segundo nó validador da Sovrin no Brasil – o único 100% nacional. “Esse anúncio reforça o nosso interesse no tema identidade digital autossoberana, que está totalmente alinhado à Lei Geral de Proteção de Dados e ao Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR), da União Europeia”, enfatiza José Reynaldo Formigoni Filho, gestor de Soluções Blockchain do CPQD.

De acordo com o conceito de identidade digital autossoberana, o próprio dono (holder) da identidade digital é o responsável pelo controle e gestão dos seus dados. E isso inclui não só dados pessoais básicos, mas também informações sobre seus relacionamentos com outras pessoas, empresas e até coisas. “É o usuário no controle dos seus dados”, conclui Formigoni.

Atualmente, cerca de 60 organizações em todo o mundo contribuem para o suporte à rede Sovrin, permitindo a utilização de identidade digital autossoberana por um ecossistema diverso e global. A rede Sovrin utiliza o framework Hyperledger Indy, uma das ferramentas do Hyperledger Project, mantido por The Linux Foundation e do qual o CPQD é um membro associado.