Idiap, Unesp e CPQD discutem ações em pesquisa biométrica

O CPQD recebeu a visita, no dia 29 de junho, do pesquisador André Anjos, do Idiap-Suíça, e do professor do Departamento de Computação da Unesp (Campus Bauru), Aparecido Nilceu Marana, para um encontro visando alinhar ações conjuntas de pesquisa e desenvolvimento em tecnologias para biometria.

Na opinião de André Anjos, o CPQD está alinhado com os grandes centros de pesquisa do mundo. “As perguntas das pesquisas que estão sendo feitas aqui, pela equipe de biometria, são as mesmas feitas em outros grandes centros”, disse o pesquisador do Idiap, instituto suíço afiliado à École polytechnique fédérale de Lausanne (EPFL).

Desde o ano passado, o banco de dados biométricos de voz e face do CPQD (BioCPqD) está incorporado à plataforma BEAT (Biometrics Evaluation and Testing) da instituição suíça, dedicada à realização de simulações, testes e certificações de algoritmos biométricos. “Nessa parceria, a intenção é contribuir com a BEAT, subsidiando a geração de pesquisa reproduzível pela comunidade científica e gerando novos conhecimentos”, comenta o Gerente de Tecnologias de Processamento de Fala e Imagem e Mobilidade, Norberto Alves Ferreira. A visita representou, também, uma oportunidade para o CPQD apresentar a sua visão sobre o roadmap tecnológico para biometria.

O professor Aparecido Nilceu Marana, da Unesp, destacou a importância da formação de profissionais na área de biometria, frente aos avanços tecnológicos presentes no nosso cotidiano. “Falha na identificação de pessoas pode trazer sérios prejuízos à sociedade. É preciso formar recursos humanos qualificados para atuar com biometria”, afirma Marana. Com esse objetivo, CPQD e Unesp devem desenvolver parcerias para estimular o desenvolvimento de profissionais na área.

Idiap, Unesp e CPQD discutem ações em pesquisa biométrica