Tecnologia de autenticação por biometria para o setor financeiro

Tecnologia de autenticação por biometria de face do CPQD é apresentada em evento do setor financeiro

Demonstração aconteceu no estande da Diebold no CIAB Febraban 2016

Conciliar a necessidade de segurança em operações críticas – como transações bancárias – com a preservação da facilidade de uso dos canais eletrônicos é uma das grandes vantagens que a tecnologia de biometria trouxe para o universo das instituições financeiras. Essa vantagem, oferecida pela solução CPQD Smart Authentication, foi demonstrada no estande da Diebold no CIAB FEBRABAN 2016, um dos principais eventos de tecnologia para o setor financeiro, que aconteceu entre os dias 21 e 23 de junho, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Na demonstração, a tecnologia de reconhecimento de face do CPQD funcionou integrada à solução SERVCore® da Diebold, que atende os diversos canais oferecidos pelos bancos aos seus clientes (ATMs, internet banking, mobile banking, etc). “O objetivo dessa integração é permitir o uso do CPQD Smart Authentication para a autenticação do usuário, em qualquer um dos canais bancários gerenciados pelo SERVCore®, utilizando biometria de face”, explica Flávio Henrique Gaspar, gerente de soluções da Diebold.

Para isso, o cliente deve ter seus dados biométricos cadastrados na base de dados, junto com outras informações pessoais fornecidas no momento da abertura da conta. Na demonstração durante o CIAB, a captura do padrão biométrico da face dos usuários foi feita por intermédio da câmera digital de tablets disponíveis no estande da Diebold – que poderiam ser usados pelo gerente de um banco, por exemplo, para cadastrar o cliente. Já no reconhecimento biométrico, para identificação e autenticação do usuário no momento da transação financeira, foram utilizados smartphones Android com câmera digital e aplicação de mobile banking – um dos canais gerenciados pela solução da Diebold.

A solução CPQD Smart Authentication também pode ser usada em múltiplos canais de comunicação, para a autenticação de usuários a partir do reconhecimento biométrico – de face ou ainda de voz. “Com isso, é possível prevenir a fraude nesse setor, de uma forma rápida, segura e mais natural para o usuário”, afirma Graziela Barros, gerente de produto em soluções de autenticação inteligentes do CPQD.