• Comunicações Sem Fio

    Suportando as demandas da conectividade móvel

A demanda por acesso à internet dos dispositivos móveis pessoais e dos objetos conectados cresce a cada dia. Nesse cenário, a plataforma de comunicações sem fio do CPqD possui importantes competências, entre as quais se destacam, por exemplo: acesso banda larga com raios de cobertura que ultrapassam os 50 km e empregam tecnologias de banda estreita para aplicações que demandam pouco consumo de energia. Essa é a contribuição do CPqD para que a infraestrutura e o conceito de Internet das Coisas (IoT) evoluam dinamicamente, garantindo conectividade e mobilidade.

Esta plataforma tecnológica inclui tecnologias diretamente associadas, que exercem impacto no desempenho e na operação de sistemas de comunicação sem fio.

As principais competências da plataforma de comunicações sem fio são:

Redes móveis de longo alcance

Incluem as tecnologias de redes sem fio caracterizadas por possuir alcance em áreas extensas e que estão baseadas nos padrões 3GPP (Third Generation Partnership Project), IEEE 802.16 e tecnologias legadas (2G). Fazem parte também as tecnologias viabilizadoras da quinta geração móvel (5G).

São exemplos as tecnologias WiMAX, 3G: HSDPA (High-Speed Downlink Packet Access) e W-CDMA (WideBand CDMA) , LTE, 4G (LTE-A).

Redes locais sem fio

Tecnologias de redes sem fio com coberturas que atingem distâncias usualmente menores que 100 metros, também conhecidos como redes de área local sem fio (WLAN) aderentes aos protocolos definidos no padrão IEEE 802.11, como, por exemplo, Wi-Fi.

Sistemas de rádio especializados

Sistemas de comunicação sem fio para aplicações especializadas ou focadas em algum nicho específico conforme demanda. São exemplos as tecnologias de rádio definido por software, que permitem alteração das formas de onda sem a necessidade de atualização de hardware, e os rádios cognitivos.

Antenas e dispositivos de RF

Tecnologias utilizadas no desenvolvimento de dispositivos e transceptores de RF e antenas para sistemas de comunicação sem fio. São exemplos: amplificadores de potência, linearizadores, conversores de frequência, redes de antenas e antenas inteligentes.

Comunicação sem fio entre objetos

Tecnologia de redes de comunicação sem fio entre objetos, caracterizados pelo baixo consumo de energia, baixo custo, banda estreita, dimensões reduzidas dos dispositivos e cobertura semelhante à das redes metropolitanas.

O principal foco dessas tecnologias são as aplicações M2M/IoT. Incluem os sistemas de comunicação LPWAN (Low Power Wide Area Network), como LoRaWan e SigFox; tecnologias WPAN (Wireless Personal Area Network), como Bluetooth-Low Energy, Z-WAVE, ZigBee; o protocolo NFC (Near-Field Communication); 6LowPan, comunicação sem fio em redes mesh baseadas no padrão 802.15.4; e NB-IoT, comunicação celular para aplicações IoT, padronizada pelo 3GPP; entre outros.

Sistemas de radiodifusão

Tecnologias de rádio que visam a transmissão sem fio de informações em modo broadcasting baseadas nos padrões de radiodifusão. São exemplo as tecnologias DVB (Digital Video Broadcasting).

Planejamento e otimização de sistemas sem fio

Técnicas e metodologias aplicadas ao planejamento e à otimização de sistemas de comunicação sem fio, visando sua implantação ou modificações, de forma a otimizar recursos e satisfazer requisitos de qualidade de serviço (QoS), disponibilidade e confiabilidade, melhorando a qualidade de experiência (QoE) dos usuários em conformidade com a regulamentação vigente.

Sistemas de testes em comunicação sem fio

Tecnologias que possibilitam executar testes de conformidade e de desenvolvimento em sistemas de comunicação sem fio, avaliando seu desempenho em diversos cenários.

Artigos

Downloads

A tecnologia 5G no cenário da Internet das Coisas

LTE em 450 MHz: alternativa à inclusão digital e para o M2M

Todos os direitos reservados ao CPqD.