BrPhotonics apresenta primeiro produto em evento internacional de comunicações ópticas

Empresa criada recentemente pelo CPQD, em parceria com a GigOptix, participa da OFC 2014, em São Francisco

A BrPhotonics Produtos Optoeletrônicos, empresa criada recentemente pelo CPQD em parceria com a norte-americana GigOptix, Inc., faz sua primeira apresentação pública durante a OFC 2014 – Optical Fiber Communication Conference and Exposition, um dos maiores eventos do mundo na área de redes e comunicações ópticas avançadas, que se realiza nesta semana, entre 9 e 13 de março, em São Francisco, Califórnia. Na exposição, que começa hoje (11/03), a empresa vai demonstrar sua plataforma integrada TOSA (Transmitter Optical Sub-Assembly) para transmissores ópticos de 100 Gbits por segundo (Gbps) com formato de encapsulamento CFP2.

“Essa demonstração é uma mostra do compromisso da BrPhotonics de entregar à indústria soluções avançadas com agilidade”, afirma Júlio César de Oliveira, gerente de Tecnologias Ópticas do CPQD, referindo-se ao curto período de tempo entre a criação da empresa, no início deste ano, e a apresentação de seu primeiro produto na OFC 2014. “Isso foi possível graças ao forte conhecimento de sistemas da BrPhotonics, ao seu portfólio de componentes semicondutores avançados de alta velocidade, que inclui chips moduladores de polímero, e ao grande apoio da parceria firmada entre o CPQD e a GigOptix”, explica Oliveira.

Segundo ele, a nova plataforma, altamente integrada, foi projetada para atender à demanda de fabricantes de transceptores destinados a aplicações de longo alcance e altas taxas de transmissão. “Componentes optoeletrônicos e circuitos ativos de alta velocidade são a base do TOSA no formato CFP2”, acrescenta Oliveira. Entre os elementos que constituem essa plataforma integrada de 100 Gbps DP-QPSK, merece destaque o chip modulador TFPS (Thin Film Polymer on Silicon, ou filme fino de polímero sobre sílicio) – tecnologia desenvolvida pela GigOptix que está sendo transferida para a BrPhotonics.

Além disso, a nova empresa está recebendo do CPQD a transferência de sua tecnologia de fotônica em silício (Silicon Photonics, ou SiPh), sua experiência em encapsulamento óptico e, ainda, o compartilhamento de seu conhecimento sistêmico. Ao incorporar sofisticadas tecnologias TFPS e de fotônica em silício, os produtos da BrPhotonics deverão ser usados em sistemas ópticos avançados de 100 Gbps a 1 Tbps, em redes de fibra óptica de longa distância ou metropolitanas (metro) e para prover conectividade em cloud computing.

Instalada dentro do Pólis de Tecnologia, em Campinas, a BrPhotonics foi criada com o objetivo de desenvolver e comercializar, nos mercados brasileiro e internacional, componentes fotônicos avançados para sistemas de comunicações ópticas de alta velocidade. No futuro, seu portfólio deverá incluir produtos baseados na nova geração de formato de encapsulamento CFP4 (mais compacto e com menor consumo de energia) para transceptores coerentes de 100 Gbps a 400 Gbps, utilizando componentes fotônicos em silício. Com esses produtos, o objetivo é atender à crescente demanda por capacidade de transmissão do mercado, determinada principalmente pelas aplicações e serviços na nuvem (cloud), de entretenimento on-demand e pelo processamento de grandes volumes de dados não estruturados (big data).