Plataforma dojot é foco de acordo entre CPqD e SENAI da Bahia

O CPqD acaba de firmar um acordo de cooperação tecnológica com a unidade SENAI da Bahia, por intermédio do seu Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec), com foco em Internet das Coisas (IoT) e na plataforma aberta dojot. O principal objetivo da parceria, anunciada durante o dojot IoT Day – que acontece nesta quarta-feira (03) -, é a evolução dos recursos e funcionalidades da dojot e, ainda, a disseminação do seu uso dentro do ecossistema de IoT.

“O SENAI Cimatec possui uma experiência forte em infraestrutura física para Internet das Coisas, voltada principalmente para as áreas de manufatura avançada e cidades inteligentes”, afirma o professor Manoel Mendonça, que lidera o grupo de trabalho da entidade que está começando a utilizar a dojot. “Com essa plataforma aberta, a intenção é representar virtualmente as redes de sensores e outros elementos da infraestrutura física que já temos disponíveis para IoT, de modo a facilitar a criação de novos elementos”, acrescenta.

Segundo o professor, a plataforma dojot atende dois requisitos importantes no universo das aplicações inteligentes, baseadas no conceito de IoT. Um deles é a garantia de interoperabilidade, uma vez que as soluções em geral envolvem soluções diferentes de fornecedores distintos. “Outro aspecto muito importante é a questão da segurança das redes IoT contra invasores, quesito em que o SENAI Cimatec pode dar sua colaboração para a evolução da dojot”, ressalta.

Para Maurício Casotti, responsável de marketing da dojot no CPqD, a colaboração entre os diversos atores do ecossistema de Internet das Coisas no país é, justamente, uma das premissas e principais vantagens dessa plataforma de código aberto. “A ideia é que, ao utilizar a plataforma, os desenvolvedores de aplicações e outros players desse ecossistema contribuam para a sua evolução”, conclui.

Sobre o CPqD

Com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação, o CPqD mantém um portfólio abrangente de soluções que são utilizadas nos mais diversos segmentos de mercado, no Brasil e no exterior, contribuindo para o aumento da eficiência das organizações, a transformação da experiência com seus clientes, a viabilização de modelos de negócios e a criação de novos produtos. Referência tecnológica no país, o CPqD integra o ecossistema de inovação aberta que vem alavancando o empreendedorismo, por meio de suas competências em áreas estratégicas da transformação digital – como Internet das Coisas, Inteligência Artificial e Conectividade. O CPqD é uma organização privada, com mais de 40 anos, que entrega serviços e desenvolve tecnologias de produtos e de sistemas de missão crítica aderentes às necessidades complexas do mercado. Esses são resultados do seu programa de P&D, que é a base para inovação em suas apostas estratégicas no futuro das cidades inteligentes, do agronegócio inteligente e da manufatura avançada. O CPqD é apaixonado pela tecnologia que gera progresso e promove o bem-estar da sociedade.

www.cpqd.com.br | Twitter | Facebook | Google+ | LinkedIn

Informações para imprensa

Pimenta Comunicação

Rosa Sposito – rosa@pimenta.com
Fones: (11) 2858-9183 / (11) 99701-0359
Samanta Rezende – samanta@pimenta.com
Fones: (11) 2858-9157 / (11) 98674-0290
www.pimenta.com

Jornalista Responsável: Regina Pimenta – Mat. Sindical: 5070