Muitas empresas de geração e distribuição de energia, principalmente aquelas que atuam numa área geográfica abrangente, fundamentam suas comunicações operativas sobre uma extensa rede de telecomunicações constituída por sistemas de diferentes tecnologias, incluindo rádios PDH e/ou SDH, sistemas ópticos (SDH, WDM), elementos IP e modems ponto-a-ponto, fornecidos por diferentes fabricantes.

Nesse cenário, a monitoração de alarmes, a geração de relatórios de falhas e desempenho, a consulta aos dados de configuração dos elementos de rede e a obtenção de informações de inventário da rede são feitas individualmente em cada sistema, o que, além de aumentar os custos operacionais, compromete a visão do serviço prestado devido à diversidade de sistemas e relatórios.

Como forma de responder às pressões para manter e melhorar a qualidade dos serviços prestados e, ao mesmo tempo, reduzir os custos de gerenciamento e suporte, essas empresas normalmente optam, num primeiro momento, pela concentração das plataformas de gerenciamento num único centro de operação e supervisão como forma de racionalizar o esforço empregado na operação da rede de telecomunicações.

Com a proliferação de tecnologias de transporte e acesso, a multiplicação de fornecedores e o inevitável turn-over dos colaboradores da área de operação, nem sempre a concentração de plataformas se mostra, por si só, uma solução eficaz a médio e longo prazo.

A adoção de plataformas de integração que suportem o gerenciamento centralizado e unificado de equipamentos de diferentes tecnologias de múltiplos fornecedores, incluindo aí os equipamentos já existentes e equipamentos de próxima geração, é fundamental para garantir alta qualidade dos serviços e manter os custos sob controle, evidenciando o alinhamento dos esforços da área de operações de telecomunicações com os objetivos de negócio da empresa.

O CPqD Gerência Integrada é um sistema multi-plataforma e multi-fornecedor para o gerenciamento de falhas, desempenho e configuração de equipamentos e redes de telecomunicações o qual permite que redes baseadas em novas tecnologias e as redes existentes, incluindo redes IP, IP/MPLS, WiMAX, GPON e redes de transporte (WDM, SDH, PDH, modems ópticos e SHDSL), sejam gerenciadas através de uma plataforma única, modular e escalável. Também permite que seus usuário tenham uma visão integrada de toda a rede, obtendo informações dos sistemas de gerência existentes ou diretamente dos elementos de rede e, com base nessas informações, fornece subsídios para tomada de ações adequadas sobre a disponibilidade e o estado da rede.

Diferenciais da ferramenta

Em função das pressões de prazo e custo para o atendimento da demanda por novos serviços/tecnologias, a aquisição de redes/equipamentos está, em geral associada, à aquisição de sistemas de gerência proprietários, criando verdadeiras ilhas dentro do ambiente de operação de telecomunicações ocasionando aumento de custos e perda de eficiência.

O CPqD Gerência Integrada posiciona-se como uma solução customizada para as necessidades do cliente viabilizando a integração das várias gerências existentes em um console único com visão de rede além de oferecer recursos para o gerenciamento de sistemas/redes não suportados pelas gerências proprietárias dos fornecedores.

Além disso, o CPqD Gerência Integrada permite a independência de hardware e software (sistema operacional) e sua arquitetura possibilita o crescimento incremental da plataforma hardware, preservando o investimento realizado na sua aquisição/implantação.

Benefícios

* Visão integrada das várias redes e equipamentos em um único console de gerenciamento;
* Aumento da produtividade e redução de custos diretos e indiretos da operação de Telecom;
* Aumento da disponibilidade dos serviços de telecomunicações garantindo, assim, a confiabilidade necessária para a segurança das operações;
* Redução dos impactos da contínua evolução da infra-estrutura de rede sobre os processos de operação;
* Facilita a integração da gerência de redes com sistemas de suporte a serviços e negócios através de interfaces padrão de mercado.