Blockchain

  • Blockchain

Blockchain é a plataforma tecnológica utilizada para o funcionamento da rede Bitcoin e de várias outras criptomoedas. Bitcoin é a primeira e a mais conhecida aplicação da tecnologia Blockchain. As plataformas de desenvolvimento Blockchain evoluíram e permitiram a inserção de transações mais complexas através dos contratos inteligentes. Consequentemente, Com a possibilidade de se utilizar os contratos inteligentes nas plataformas de desenvolvimento Blockchain atualmente disponíveis, as possibilidades de aplicações cresceram de modo significativo, indo além das já conhecidas criptomoedas, permitindo o desenvolvimento de aplicações avançadas em diferentes setores, tais como sistemas de pagamento globais, controle de ativos, controle de imóveis, e cadeias de produção e até mesmo a gestão de identidade digital de pessoas e coisas.

Os principais benefícios da tecnologia Blockchain:

  • Economia de tempo: em algumas situações, como sistemas de pagamentos globais, o processamento de transações com Blockchain pode durar apenas minutos no lugar de dias;
  • Minimização de custos: o acesso confiável a uma base de dados distribuída e consistente elimina custos operacionais (tais como de integração de sistemas heterogêneos) e, principalmente de intermediários;
  • Redução de riscos: a mitigação de fraudes, de adulterações e de outros crimes cibernéticos é facilitada pelo acesso transparente a dados imutáveis e íntegros;
  • Aumento da confiança: processos e registros compartilhados com segurança e, se necessário, maior transparência, facilitam a verificação, a auditoria e a asseguração do bom funcionamento da infraestrutura tecnológica da qual dependem os parceiros de negócios.

A tecnologia Blockchain pode ser vista como um sistema distribuído de base de dados, mantido e gerido de forma compartilhada e descentralizada (através de uma rede peer-to-peer – P2P), na qual todos os participantes são responsáveis por armazenar e manter esta base de dados. A tecnologia foi construída tendo em mente quatro principais características arquiteturais:

Segurança das operações, descentralização de armazenamento/computação, integridade de dados e imutabilidade de transações.

Principais elementos de uma rede Blockchain:

  • Fato (fact): pode significar várias coisas, desde uma transação monetária, à um conteúdo de determinado documento, ou até mesmo um programa de computador, contendo, em algumas plataformas, até uma base de dados pequena;
  • Bloco: é um conjunto de fatos, geralmente em um número fixo predefinido;
  • Cadeia de blocos (Blockchain): conjunto de blocos encadeados (conectados um a um) seguindo uma lógica matemática, ou seja, não são independentes. Também chamado de Ledger ou livro de registros digital, no qual uma vez validado um registro, este nunca mais poderá ser apagado;

Toda operação ou transação dentro da ledger é protegida por tecnologias criptográficas de assinatura digital, inclusive para identificar os nós emissores e receptores das transações. Quando um nó deseja adicionar ao ledger um fato novo, é necessário um consenso entre todos ou alguns nós previamente determinados da rede, para decidir se o fato vai poder ser registrado no ledger. Havendo consenso, o fato será escrito e nunca mais poderá ser apagado, em tese, um processo levemente semelhante à escritura e registro de um imóvel no Brasil.

Atualmente as redes Blockchain são divididas em dois grandes grupos: (i) as redes públicas ou de acesso aberto (permissionless) e (ii) as redes privadas ou de acesso autorizado (permissioned). Do ponto de vista de aplicação, a tecnologia Blockchain passou por uma grande evolução com a possibilidade de uso dos contratos inteligentes.

White Paper

Tecnologia Blockchain: uma visão geral

Todos os direitos reservados ao CPqD.