Inovação em Foco lembra realizações do CPQD em seus 45 anos

Os 45 anos do CPQD também foram celebrados na 6.ª edição do Inovação em Foco de 2021, que aconteceu no dia 23 de agosto, em formato online. O evento reuniu mais de 200 pessoas, entre colaboradores e convidados especiais que tiveram a oportunidade de conhecer alguns dos projetos, tecnologias e soluções atualmente em desenvolvimento na organização.

“O CPQD foi criado para inovar e essa vocação vem sendo mantida ao longo desses 45 anos de existência”, lembrou o presidente Sebastião Sahão Júnior, ao abrir o encontro. “E é a inovação que vai garantir o nosso futuro e a longevidade do CPQD”, enfatizou.

O presidente parabenizou todos os colaboradores que integram a Diretoria de Inovação pelo bom trabalho que vêm realizando no sentido de preparar o CPQD para esse futuro. E agradeceu a presença no evento de alguns convidados especiais: José Gontijo, diretor do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), representando o governo; Marlene Pontes, presidente do Comitê de Inovação do CPQD, e o professor Christian Rothenberg, da Unicamp, representante da academia, entre outros.

Em um pitch de 5 minutos, o diretor de Inovação Paulo Curado destacou alguns marcos da história da inovação no CPQD e o conceito que sempre orientou a organização nessa área: a realização de pesquisa e o desenvolvimento voltados ao mercado. “Começamos fazendo inovação para a substituição das importações; depois inovamos em soluções para operadoras e, ainda, em soluções para o mercado”, lembrou Curado.

Entre os marcos dessa história, o diretor mencionou o desenvolvimento de tecnologias importantes para o país, como a das fibras ópticas, dos circuitos integrados, das centrais Trópico R e do telefone público a cartão, bem como de soluções de software (Sagre, SRO e Texto Fala, entre outras), do trabalho na área de TV digital, das consultorias em telecom, da implantação do complexo de laboratórios e da criação de diversas spin-offs. “Hoje nosso foco é Open Innovation e os temas estratégicos para o futuro do país, como 5G, IoT, Inteligência Artificial, blockchain e mobilidade elétrica”, concluiu.

Alguns desses assuntos foram abordados nas apresentações realizadas na 6.ª edição do Inovação em Foco, por representantes de diferentes plataformas tecnológicas. Fábio Bassan, da área de Sensoriamento, falou sobre uma solução para o monitoramento de redes subterrâneas de energia elétrica; Ingrid Barbosa apresentou uma prova de conceito (PoC) realizada dentro do projeto Plataforma 5G BR, que integra Segurança e Privacidade (área em que atua) e tecnologia 5G; Nadia Nassif falou de outra PoC dentro do conceito de rede móvel 4G/5G desagregada e virtualizada, realizada na área de Comunicação sem Fio; em Computação Avançada, Fabiana Lourenço abordou a introdução da tecnologia Docker no módulo Cobrança Digital do CPQD Billing, e Graziella Bonadia apresentou a PlatIAgro, a plataforma de Inteligência Artificial do CPQD. Também foram apresentados projetos conduzidos nas áreas de Sistemas de Energia, Sistemas Eletrônicos Embarcados e Comunicações Ópticas. Para fechar o encontro, Walter Wascheck Neto, falou sobre Open Innovation e as principais iniciativas conduzidas pelo CPQD nessa frente importante para o futuro rumo ao CPQD 500.