Inovação tecnológica coloca CPQD em destaque no ranking do INPI

O CPQD está em posição de destaque no ranking de Depositantes Residentes 2020, divulgado neste mês de outubro pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Com um total de 19 depósitos de pedidos de patente no ano, a organização ficou em 24.ª posição na lista dos 50 maiores depositantes – a grande maioria universidades. Em registro de software, o CPQD está em primeiro lugar, com 76 depósitos realizados em 2020.

“Esse é um indicador importante da relevância do CPQD no ecossistema de inovação nacional”, enfatiza o diretor de Inovação Paulo Curado. “E que revela a qualidade, originalidade e o trabalho inovador de criação de tecnologia nacional que vem sendo desenvolvido na organização”, acrescenta.

Curado lembra que, ao longo de seus 45 anos de existência, o CPQD acumulou um total de 598 depósitos de pedidos de patente, no Brasil e no exterior, e de 1.866 registros de programas de computador. “No ranking de maiores depositantes de registros de software do país, sempre ocupamos as primeiras posições”, ressalta Curado. De 2014 a 2017, o CPQD liderou esse ranking; nos dois anos seguintes, ficou em segundo lugar e, em 2020, retomou a liderança. Em depósitos de pedidos de patente, a organização subiu 19 posições de 2019 para 2020, ao passar do 43.º para o 24.º lugar no ranking.

A lista completa dos Depositantes Residentes 2020 do INPI está disponível no link